evolucao-humana

É indiscutível que desenvolvemos nossas ferramentas e tecnologia de forma incrível! Mas será que isso nos tornou seres humanos melhores? Mais capazes? Quando visitamos construções de séculos passados, como as pirâmides do Egito ou mesmo as fabulosas igrejas da Idade Média na Europa, não temos como não nos perguntarmos: “Como as pessoas foram capazes de fazer isso naquela época?”. Não havia máquinas, não havia caminhões para transporte ou guindastes para erguer as pedras. No entanto, as construções são perfeitas! Rochas gigantescas encaixadas umas nas outras com perfeição. Entalhes e pinturas com uma riqueza de detalhes assombrosa! Hoje também fazemos coisas incríveis, arranha-céus e estruturas de metal e vidro hipermodernas. Mas se quiséssemos reproduzir uma destas construções da antiguidade, eu sinceramente duvido que seria tão perfeita quanto as originais.

Será que a evolução da nossa espécie nos tornou mais inteligentes? Teoricamente sim, temos acesso a um número de informações infinitamente maior. A ciência nos deu respostas, a erudição nos tornou seres conscientes do mundo que nos cerca. Mas será mesmo que não perdemos nada no caminho? Na época do feudalismo, por exemplo, os artesãos, que eram os responsáveis pela produção dos bens de consumo, executavam o processo completo. Um único homem era responsável por todas as etapas, desde a matéria-prima à finalização do produto. Hoje, com as linhas de produção e ajuda das máquinas, não se faz mais praticamente nada sozinho. O homem tornou-se totalmente dependente da tecnologia e a tecnologia segmentou tanto os processos que o ser humano perdeu conhecimentos e habilidades. Além do mais, com tanta informação disponível, o próprio conhecimento foi separado em categorias, ciência, história, direito, finanças, engenharia, medicina etc. É claro que seria impossível sabermos tudo, entender de tudo. Mas quanto mais fragmentarmos o conhecimento, mais perdemos a visão do todo, e isso prejudica imensamente a nossa qualidade de vida.

A evolução nos trouxe casas melhores, conforto, muito mais meios de lutar contra doenças etc. Mas isso nos torna mais felizes do que os povos antigos? Para obter tudo isso, temos degradado o planeta, pegando seus recursos naturais e enchendo-o de poluição. Bolamos uma infinidade de produtos sintéticos e tóxicos para nosso próprio uso. Como consequência, temos doenças respiratórias, câncer, hipertenção… Sem falar no stress, ansiedade e frustração gerados por esse nosso ritmo de vida extremamente corrido e cheio de pressão e cobranças.

Nada disso parece muito inteligente para mim… A sociedade, em geral, perdeu noções de cooperação, preservação e valorização do que realmente é importante e tornou-se competitiva, destrutiva e materialista. Porém, com certeza ainda temos muitos aspectos positivos para explorar em nossa sociedade, só é preciso encontrarmos um equilíbrio melhor entre tanta tecnologia, os seus danos e nossa forma de pensar e agir. Só assim teremos uma qualidade de vida realmente mais evoluída!

Deixe uma resposta

Newsletter

Curta nossa FanPage